.

.
30 de Julho de 1929, jovens velejadoras no porto de Deauville, França (Getty Images)

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Pelo colarinho

Enfim, terminei o livro do Pedro Juan, O insaciável Homem Aranha. Aqui compartilho mais alguns trechos. Esse autor cubano é um dos melhores. Altamente recomendável. Para quem tiver interesse, sugiro que começem pelo livro Trilogia Suja de Havana, depois leiam o Rei de Havana ou Animal Tropical. Ele tem um site na internet, http://www.pedrojuangutierrez.com

"Passaram-se vinte anos. Daqui olho aquela etapa da minha vida e me assombro de ver como é fácil alcançar e manter um altíssimo nível de estupidez. Não tenho mais remédio: agora sou um punhado de dúvidas e incertezas de todo tipo. Às vezes, acumulam-se tantas que chego à perplexidade absoluta." pg. 130

"Eu gostava de me sobressair. Gostava de pegar os leitores pelo colarinho e obrigá-los a laer até o final. Alguns liam minhas reportagens duas ou três vezes e depois escreviam cartas muito elogiosas para a redação. Diziam que eu era um tremendo jornalista, e meus colegas espumavam pela boca e engoliam o próprio fígado. Alguns me odiavam tanto que não conseguiam esconder isso. Eu aproveitava muito. Os bons jornalistas sempre foram grandes filhos-da-puta." pg. 139

3 comentários:

Jucielle Leal disse...

Me gustó mucho indicación. Voy a tratar de leer las obras de Pedro Juan...rs.

Inté!

Thiago Domenici disse...

Oi Jucielle, rs. Treinando o espanhol. Ele é bom, pode ir na minha que não vai se arrepender. Ah, gostei muito do seu relato do outro post. Legal falar disso aqui, obrigado.
Um beijo, Thiago

Aninha disse...

Querido, com certeza essa sua indicação vai me ser valiosa! Vou tratar de comprar logo o livro.

Beijinhos,

Ana

Postar um comentário

Ofensas e a falta de identificação do leitor serão excluídos.

Web Analytics