.

.
30 de Julho de 1929, jovens velejadoras no porto de Deauville, França (Getty Images)

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Curtas Banais #1


do amor


nove horas da manhã, meu despertador toca. aproveitei o dia calmo pra acordar mais tarde, mas ainda com tempo de dar uma enrolada básica na cama com meu namorado. mas ele está de costas pra mim. sei que acordou com o despertador também e tento fazê-lo virar. nada. ele me ignora. insisto um pouco.

- hmm gata, me deixa dormir mais um pouco. - e continua de costas.

fico decepcionada e irritada. depois triste. ele não gosta mais de mim. estou gorda. ele não me quer mais. por que fui comer antes de dormir? é por essas que ele não tem mais tesão. sofia, a baleia assassina.

- hmm, hmm - ele resmunga - tive uns sonhos estranhos...

- que foi?

- ... - e continua de costas.

- conta.

ele vira e me abraça:

- sonhei que eu estava gravando um carro de fórmula 1 e quando eu voltei você estava de biquininho, toda gostosa, se esfregando nos mecânicos. e eu ficava louco de ciúme e você não parava. e no final do sonho eu te matei.

Sofia Amaral é roteirista, produtora e até jornalista se faltar trampo. Hoje estreia sua coluna Curtas Banais, mais um reforço dos bons para o blog Rodapé.

3 comentários:

Nê. disse...

adorei o texto! simples, bem escrito, verdadeiro... um bom retrato de coisas da vida hehe

** Fabiana disse...

Muito bacana!
A familia do Blog tá ficando grande hein? :)

Caio Amaral disse...

hahahahaha

Postar um comentário

Ofensas e a falta de identificação do leitor serão excluídos.

Web Analytics