.

.
30 de Julho de 1929, jovens velejadoras no porto de Deauville, França (Getty Images)

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Penetra Oficial # 4


Um glossário do Show Business

Pra quem não está acostumado com o dia-a-dia do show business abaixo um guia de expressões usadas com a visão particular dessa que vos escreve. Complementos são bem-vindos.

Backstage – As pessoas adoram usar esse termo. Poderiam usar bastidores, mas a maioria gosta mesmo é de dizer “Estive no backstage”, “trabalhei no backstage”, tive acesso ao “backstage”. É chique e dá status para um local que nada mais é que: “atrás dos palcos”.

Staff – Huuuum, para que falar “equipe”? Traduzindo ao bom português, nada mais é que um grupo de pessoas que trabalham em conjunto ou para uma mesma organização. Você viu o fulaninho do meu staff por aí?

Jaz – Deu problema no show? Então o correto é dizer: “Deu jaz”. Deve ser uma alusão para a frase “Aqui jaz”.

Caiu! – Se além de trabalhar problemas, o show foi literalmente cancelado, meu amigão, o correto é dizer: “O show caiu”. Um evento cancelado também se usa “A data caiu”.

“Toca Tinta” e “Manda Bala” – Expressões de motivação usadas pelos meu diretores (ops... será que eles vão ler?)

Gig – “Os caras da minha gig”, “Eu toco numa gig”, “sou produtor da gig x e y”. Sim, Gig não é uma pessoa, muito menos o nome próprio de um artista, é uma denominação que foi criada sabe-se lá por quem, derivada sabe-se lá de onde, usada para denominar turnês, equipe (Staff!) ou algo do tipo.

Camarim – Lugar dos sonhos de muitos fãs. Certa vez estava num show em Campos do Jordão (lugar alto nível, né?) e o máximo que encontrei foram três cadeiras e uma mesa. Em cima da mesa garrafinhas de água. Ao contratante:
- Senhor, onde estão os sucos, refrigerantes e demais itens da lista?
- Olha só, uns 100 metros daqui, do outro lado da rua tem um mercadinho. Fique a vontade, lá você encontra.
É mole?

E pra finalizar a campeã de audiência:

Credencial – Feche os olhos;
Volte ao tempo e lembre-se do dia que ganhou as chaves de casa;
Vá um pouco adiante, se veja casada com o Rodrigo Santoro, ou, no caso da ala masculina imagine alguma ex-BBB, capa de playboy ou algo do tipo;
Conseguiu sentir a sensação?
É essa a sensação que algumas pessoas sentem quando colocam seu crachá de acesso pendurado no pescoço e desfilam pelo backstage como se estivessem na passarela do São Paulo Fashion Week, o momento de colocar em execução o pequeno poder, usar e abusar dele.
No final das contas, enjoy!

Fabiana Cardoso é jornalista e produtora

4 comentários:

Ricardo disse...

Fabiana Cardoso é jornalista e produtora e GOSTOSA!!!!!!!!

Rafael Pompeu disse...

ahaahha, muito legal e "instrutivo" Faby... beijos.

Luciana Pantanin disse...

Fabi sempre escrevendo o que dá na telha... E bem, o que é melhor!
Parabéns, mesmo eu fazedo parte deste nicho, ainda assim é muito bom dar boas risadas. Legal, escreva mais! Sempre!

Bjkas

Luciana Pantanin
Callel Eventos.

Kauana disse...

huahuaua, me lembrei quando ganhei minha primeira credencial......qq semelhança teria siso mera coincidência, se não fosse real! Bjos amiga! Está tudo muito bom!

Postar um comentário

Ofensas e a falta de identificação do leitor serão excluídos.

Web Analytics