.

.
30 de Julho de 1929, jovens velejadoras no porto de Deauville, França (Getty Images)

sexta-feira, 10 de julho de 2015

Jornal do dia


por Júnia Puglia    ilustração Fernando Vianna*

Nem mais nem menos do que todos os dias, nesses tempos comprimidos e turbinados pela velocidade em que a roda-mundo-roda-gigante tem rodado, muitas coisas estão sempre acontecendo. Surpreendentes, mas nem tanto, complexas algumas, contundentes e desconcertantes, dá de tudo. São a essência da crônica.

Muitas delas me chamam a atenção, mas devo confessar que tenho tentado não me entupir de acontecimentos, porque desanima e intoxica. É só pensar na situação econômica, na indigência política e na extrema crueldade dirigida à Dilma, atacada com um tal nível de desrespeito e agressão, que só posso interpretar como misoginia, poderosa ferramenta desqualificadora das mulheres que paira acima de qualquer possibilidade de avaliação real.

Também nas ratazanas se aproveitando e se fartando no banquete do poder a que entraram por delegação do eleitorado. Tem gente achando bom, mas a fatura, em variados itens e cifras corrigidas, será cobrada lá na frente, e aí o esperneio será inteiramente inútil.

E no racismo nosso de cada dia - jamais assumido, sempre o dos outros - mostrando sua cara imunda, em rede nacional de televisão e no cotidiano infernal que impingimos, impunemente, a tantíssima gente, da forma mais cínica e covarde.

Daí: os gregos, inventores da democracia, que vinham pagando com sangue, suor e lágrimas dívidas inventadas, tomam a dura decisão de peitar a tal troika e tentar retomar o controle do país; minha mãe, do alto dos seus oitenta anos, que ultimamente parecia mais conformada com as mechas lambidas que a natureza plantou em nossas cabeças, se rebela e decide voltar a fazer permanente nos cabelos; e as gêmeas Olívia e Irene chegam ao mundo, pequeníssimas e apressadas, fazendo-nos recapitular, num curso-relâmpago, o que é realmente importante e valioso nesta roda-mundo-roda-gigante.

* * * * * *

Júnia Puglia, cronista, mantém a coluna semanal De um tudo. Ilustração de Fernando Vianna, artista gráfico e engenheiro, especial para o texto. Emails para esta coluna devem ser enviados a:deumtudocronicas@gmail.com

2 comentários:

Montanhas, mares e culturas disse...

Mudanças de cenários políticos e socliais a vapor, mas a mentalidade continua a mesma para alguns muitos desse mundo afora!.

Anônimo disse...

O mundo continua seu giro ; os filósofos continuam discutindo o Bem e o Mal;a terra, felizmente, continua em seu lugar e nós, seres vivos do século XXI (quem diria?), continuamos girando dentro do caldeirão eterno......
Beijos da Mummy Dircim

Postar um comentário

Ofensas e a falta de identificação do leitor serão excluídos.

Web Analytics